Diary // A mala da maternidade

Diz que por esta altura, devemos preparar a mala a levar para a maternidade, a da mãe e a do bebé, mas eu tenho andado tão atarefada que ainda nem comecei. Na verdade, nem sei que mala levar para mim. Bem, seja como for, esta semana tenho esse trabalhinho pela frente, não vá a criaturinha adiantar-se e correr o risco de ser o pai a preparar tudo. Tenho cá para mim que era capaz de não correr às mil maravilhas, não desfazendo no B, que normalmente é muito desenrascado, mas escolher roupa de recém-nascido ainda não é um dos seus fortes.

Já tenho mentalmente definidas as coisas que necessito levar, mas é sempre melhor fazer uma checklist  para não me esquecer de nada. Assim, aproveito e partilho convosco a minha!
A ideia é descomplicar e levar apenas o essencial, sendo que algumas maternidades têm disponíveis alguns dos produtos para a mãe e o bebé. O ideal é informarem-se no serviço onde planeiam ter o bebé.

Esta é a minha checklist, que fiz depois de uma aula de preparação para o parto em que falámos sobre o que levar para a maternidade. Entretanto também fiz alguma pesquisa e parece-me que está bastante completa e sem grandes complicações. Ainda assim, aceito sugestões para acrescentar alguma coisa que vos pareça em falta. Muitas perguntarão por algumas coisas, como por exemplo, mamilos de cilicone, uma chucha para o bebé, mas estas foram coisas que não “aconselharam” a levar para a maternidade. O primeiro porque as enfermeiras nos ajudarão com a parte de amamentar e é importante ensinarmos os bebés a fazerem-no, a segunda porque não será aconselhado os bebés usarem chucha durante os primeiros 15 dias a um mês (teremos debate para outro dia claramente!).
Obviamente cada uma de nós terá coisas que quererá levar independentemente do que nos seja dito! Aqui aceito sugestões e dicas que sejam úteis para todas nós, por isso meninas, toca a contar o que levaram nas malas!

É também importante deixar a roupa para sairmos da maternidade preparada para o pai levar (no caso de ele ir a casa), acreditem que se deixarmos para ser ele a arranjar, somos capazes de sair de lá com algumas cores estranhas, ou de chinelos, por exemplo. Deixem ainda algumas mudas para o bebé, já preparadas por conjuntos, não vá dar-se o caso de serem necessárias.

Depois das malas prontas, é aproveitar o final da gravidez da melhor maneira possível enquanto esperamos (ansiosamente diria eu) pela chegada das criaturinhas!

Espero ter ajudado!

Kiss, J